top
facebook twitter linkedin
leaf Desafios rumo a edifícios europeus com necessidades quase nulas de energias
Challenges towards nearly Zero-energy Buildings in the EUOs países europeus há muito que defendem um entendimento comum relativo à estratégia energética para 2050 data a partir da qual as emissões de gases estufa na EU terão de ser reduzidas em 80-95% comparativamente aos níveis de 1990. O guia da Comissão para a Energia 2050 especifica que o parque imobiliário da União Europeia terá de reduzir as suas emissões em 88%-91%.

PT-button
leaf Auditorias e diagnósticos energéticos em edifícios desportivos piloto, primeiros passos rumo a edifícios desportivos com necessidades quase nulas de energia
Energy audits and Energy performance certifications in pilot sport buildings, first steps toward nearly zero energy sports buildingsAs auditorias e diagnósticos energéticos conduzidos em 26 edifícios desportivos piloto no âmbito do projecto STEP-2-SPORT revelaram potenciais economias de energia significativas superiores a 11.000 MWh/ano. Com um investimento de quase 6 milhões de euros poderão ser alcançadas economias energéticas anuais superiores a 1 milhão de euros e uma redução anual das emissões de gases estufa superior a mais de 3.400 toneladas de CO2. Medidas de eficiência energética e a implementação de sistemas de energias renováveis foram propostos de modo a permitir que os edifícios desportivos piloto se convertam em edifícios com necessidades quase nulas de energia. Complexos desportivos, piscinas interiores cobertas, ginásios e pavilhões desportivos de 7 países europeus foram já beneficiados pelas actividades do projecto Step-2-Sport.

PT-button
leaf Vamos ESCo!
Let's ESCo!É uma Empresa de Serviços de Energia (ESE)? Partilhe connosco a sua experiencia em recintos desportivos.
É o gestor de um recinto desportivo, um Município ou uma Agência de Energia e gostaria de partilhar connosco a sua experiencia com contractos ESCo/ESE?

PT-button
logos
O conteúdo desta [página Web, publicação, etc.] é da exclusiva responsabilidade dos seus autores e
não reflete necessariamente a posição da União Europeia. Nem a EASME nem a Comissão Europeia são responsáveis pela utilização das informações contidas na mesma.
Download as Download this newsletter as pdf